Este artigo é uma continuação de outros dois: um em que abordamos 5 dicas para vender seu serviços de topografia, e outro no qual demos um Guia Básico de Marketing para Topógrafos.

Atendendo a pedidos, hoje daremos prosseguimento neste tema contando um pouco mais sobre ferramentas para promover e divulgar seus serviços de topografia na Internet.

Ou seja, estamos desconsiderando aqui opções de propaganda boca-a-boca, indicações, entre outras, e partindo do princípio que você tenha que conquistar clientes novos, que não conheciam nem você nem nenhum conhecido seu antes.

Se considerarmos que, na maioria das vezes, os clientes de serviços de topografia desconhecem o nosso ofício, e, quando precisam da gente, procuram “no escuro”, ou seja, sem saber muito bem quem e por onde procurar, isto pode ser um bom negócio para você, independente do tamanho da sua empresa, caso você utilize as ferramentas corretas.

Com o avanço da Tecnologia e o uso da Internet para praticamente tudo, hoje em dia itens como lista telefônica ou Classificados de Jornal estão em desuso. Quem quer procurar algo hoje, vai direto na Internet.

E uma vez lá, não importa o seu tamanho. Não importa se você seja uma empresa pequena, ou mesmo que você seja um autônomo. Você só precisa utilizar as ferramentas corretas e fazer um trabalho profissional, que assim pode causar o mesmo impacto nas pessoas que empresas de topografia gigantescas.

Antes, vamos entender. Quando digo que as pessoas hoje em dia buscam as coisas direto na Internet, dá pra ser mais específico ainda, e dizer que a busca é feita no GOOGLE! Assim como você deve usar essa ferramenta para procurar sob temas do seu interesse, os seus possíveis cliente fazem igualzinho.

Para você ter uma idéia de como o Google é dominante, eles chegam a ter 85% de participação de mercado. De cada dez buscas na Internet, quase 9 são no Google. Enquanto outros provedores como Yahoo e Bing dividem o restante.

Isso significa que:

a) É grande a chance do seu possível cliente estar procurando por seus serviços no Google

b) Você precisa estar lá.

Para se estar presente no Google, você tem duas possibilidades:

  • Google Adwords (Busca Paga)

Nas páginas de busca, o Google reserva os espaços superiores ( e Às vezes os laterais também), para os anunciantes que quiserem pagar para estar lá.

Isso PODE garantir que você esteja em primeiro lugar quando seu possível cliente digitar termos que sejam do seu  interesse, como: “serviço de georreferenciamento”, ou “serviços de topografia”, dependendo do valor investido, de ter feito configurações corretas, de ter escolhido as palavras-chaves corretas.

Dessa forma, você precisa utilizar o serviço do adwords para escolher essas palavras-chaves corretas baseadas no que o seu cliente está procurando. Quanto mais assertiva for a palavra-chave escolhida, maiores as chances de você encontrar seu cliente e pagar menos pelo clique.

A parte boa do Adwords é que é possível começar com orçamento baixos, como 5 a 10 reais por dia, ir testando o retorno e você pode parar a qualquer momento. Além disso, você consegue calcular o retorno sobre o investimento na ponta do lápis: saber exatamente quantos cliques seu anúncio gerou, quanto pagou por clique, quanto retornou em forma de serviços.

Este é um privilégio dos nossos tempos. Comparando isso a um anúncio de classificados, por exemplo, você nunca saberia dizer quantas pessoas olharam aquele anúncio de verdade. Além do que, no Google, você pode editar sua mensagem sempre que achar que ela pode ser melhorado.

Outra vantagem é que, normalmente, o contato que vem do Adwords é “quente”, ou seja, alguém que precisa do serviço, já que está procurando no Google com o intuito de contratar ou ter um orçamento.

  • Busca Orgânica do Google (SEO)

Agora, uma desvantagem do Adwords é que tem pessoas que não gostam de clicar nos anúncios (Adwords), exatamente por eles serem… Anúncios.

Por isso, elas dão preferência para os resultados orgânicos, que são aqueles que vem logo abaixo. Isso vem da percepção de que as empresas que estão na área de anúncio é porque pagaram por estar lá, enquanto que as que aparecem primeiro no resultado orgânico é porque “mereceram” estar lá, ou porque, em tese, seriam as melhores do mercado e o Google supostamente reconhece isso as colocando em primeiro (REPARE: não estou falando que isso é verdade, apenas dizendo que MUITAS pessoas tem essa PERCEPÇÃO). Por isso, é muito importante que você faça um trabalho para que sua empresa apareça bem rankeada na busca orgânica.

Para aparecer no resultado orgânico, você precisa de duas coisas:

  1. Um Site: Hoje em dia é impossível pensar num negócio sem pensar num site. Você precisa de um! E falta de verba ou mesmo de conhecimento não é desculpa. Sites como Wix tem opções para leigos por mensalidades mínimas que você mesmo pode fazer. E, mesmo assim, eu recomendo que você invista mais, contrate um especialista, pois é um investimento que retorna, e também por:
  2. O Site precisa ser Otimizado: Para o seu site aparecer bem na busca orgânica do Google, ele precisa ser otimizado para os motores de busca. Os robôs do Google precisam “gostar” do seu site, e para isso você deve fazer um trabalho que envolve utilização de palavras-chaves, otimização da velocidade do site, entre outras coisas.

É por isso que eu recomendo que você contrate um profissional para isso pois, mesmo no caso de contar com um profissional, o trabalho para aparecer bem na parte orgânica do Google é de médio prazo, com resultados iniciais em cerca de 3 a 6 meses.

Como você pode ver, a busca orgânica, apesar de você não investir em anúncios, ela não deixa de ser paga, pois você terá que investir tempo e dinheiro para montar um site legal, otimizado,e mantê-lo por tempo indeterminado.

Além disso, o Adwords costuma dar resultados mais imediatos. Se bem feito, você pode começar a ter orçamentos no mesmo dia.

Então… Qual é Melhor: Busca Orgânica ou Adwords?

O ideal é que os dois trabalhos sejam feitos juntos.

Até mesmo porque o fato de você ter um campanha de Adwords rodando e trazendo visitas para o seu site vai fazer com que a sua busca orgânica também melhore.

Além disso, caso você invista em Adwords, você precisa de um local para direcionar as pessoas que querem um orçamento. E o ideal é que esse local seja… O Seu site, e que seja um site bem bonito para que o cliente se sinta confiante em seguir em frente e pedir um orçamento.

Então, ao invés de pensar em um ou outro, pense em ter uma estratégia de aparecer bem no Google de todas as formas possíveis.

As pessoas não querem mais saber de Listas Telefônicas nem de Classificados de Jornal. Mesmo assim, elas continuam procurando MUITO sobre itens e serviços que precisam.

E essa procura, em mais de 85% dos casos, é feita no Google.

Então, se você quer ser um Agrimensor do Futuro, você precisa estar lá quando as pessoas procurarem pelos seu serviços.

Deixe seu comentário aqui e me conte como você tem divulgado seus serviços! Me fale se já usou o Google para divulgar eu negócio e qual foi sua experiência com ele! E também me conte como você acha que o agrimensor deve fazer para promover seu trabalho online!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here