Geodésia Topografia Fotogrametria & Vant Trabalhos Acadêmicos Vídeos

Marcos Vinícius Pelicer
Estudante 4º ano de Engenharia Agronômica – ESALQ - USP

Introdução:

O dimensionamento de um projeto de irrigação está diretamente ligado a vários fatores existentes em campo. Um dos mais importantes e determinantes para a viabilidade do projeto é a topografia do terreno, pois influencia diretamente no custo dos equipamentos que irrigarão a cultura em questão e do sistema de bombeamento e recalque que levará a água de um rio, represa ou reservatório até tais equipamentos. Portanto, é essencial que o levantamento planialtimétrico da propriedade agrícola seja bem feito para que o projeto hidráulico seja o mais barato possível para o produtor rural.

Concepção:


Figura 1: Perfil Topográfico do terreno ao longo da tubulação de bombeamento e uma área de pivô central, visto no pré-projeto pelo Google Earth Pro.

Leia o artigo completo: clique aqui

ANÁLISE METODOLÓGICA DO POSICIONAMENTO RELATIVO ATRAVÉS DO GNSS E SUAS APLICAÇÕES NA ENGENHARIA:
USO DA TÉCNICA RTK/GSM

ME Eng. Marcos Guandalini


RESUMO
O domínio das técnicas de trabalho na utilização do GNSS (Global Navigation Satellite System) e o conhecimento profundo de todos os métodos de execução são os principais problemas do uso dessa tecnologia na Engenharia. Este trabalho tem por objetivo esclarecer e testar, no Brasil, a associação dessa tecnologia com o uso da telefonia celular, em especial com o emprego da conexão GSM (Global System for Mobile Communication)/ GPRS (General Packet Radio Service), disponíveis no Brasil. O posicionamento preciso em tempo real, o qual tradicionalmente se viabiliza através do envio das observações de fase entre o receptor GNSS base e móvel através de frequências de rádio. Isso possibilita a determinação de coordenadas geodésicas instantaneamente. Entretanto, obstáculos como áreas de relevo acidentado, edificações ou a baixa potência do sinal do rádio que envia os as observações de fase faz com que a comunicação entre os equipamentos seja interrompida com a perda frequente da solução instantânea. Apesar disso, este método de trabalho está consagrado como o mais produtivo, mantendo precisões topográficas. Sendo que, superar as restrições citadas seria uma inovação na área de Geodésia e Topografia. Com o avanço de tecnologias correlatas, como a telefonia celular, criou-se uma nova maneira de se enviar as observações de fase por meio da conexão GSM através do pacote de dados GPRS. Ao adequar o tradicional protocolo RTCM (Radio Technical Commission for Maritime Services) em um formato capaz de ser transmitido por GPRS, desenvolveu-se o serviço NTRIP (Network Transport of RTCM via Internet Protocol). Na concepção da conexão GSM/GPRS é possível realizar levantamentos com a técnica RTK (Real Time Kinematic) com vetores de até 100 km, mantendo as precisões atingidas com a metodologia atual de pós-processamento. Os tipos de equipamentos, os limites de distâncias e a qualidade dos dados obtidos são discutidos e analisados em termos de precisão e acurácia neste artigo.
Palavras-chave: Geodésia. Posicionamento global. Satélites artificiais. Conexão GSM. Técnica RTK. Serviço NTRIP.

Leia o artigo completo: clique aqui


Me. Eng Marcos Guandalini e Eng.Paulo Augusto Borges


Com o objetivo de se avaliar a acurácia obtida no posicionamento a partir do sistema de correção global StarFire (GSBAS) elaborou-se um trabalho de campo ao longo da raia olímpica da USP, coletando-se sobre a rede de pilares da USP dados a partir do receptor SF3040. Os marcos utilizados fazem parte da rede de estações SATGPS do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) tendo suas coordenadas geodésicas referidas ao atual sistema geodésico brasileiro SIRGAS 2000, época 2000,4. 

Para o processo de avaliação foram utilizados 8 marcos de referência materializados ao longo da raia olímpica, a saber:


Tabela 1: Marcos Oficiais (IBGE/SIRGAS2000).
clique aqui para ver o post completo
Jan
20
Por: Me.Eng.Marcos Guandalini e Eng. Thiago Soares
      
      Neste post, serão explanadas as técnicas que permitem posicionamento centimétrico para locação de pontos em obras, entretanto, não será comentada a correção diferencial por satélite.
      Atualmente, com o aumento da demanda de serviços topográficos no Brasil, a palavra produtividade está cada vez mais presente no dia a dia, como também estão os termos preço e custo benefício. A relação do tamanho e tempo do projeto x custo do equipamento se torna essencial na decisão da técnica de posicionamento a ser utilizada.
Antes de iniciar a construção, devem-se materializar, em campo, os pontos que definirão as posições estratégicas da obra, como eixos de uma rodovia, fundação de um edifício, pilares de uma ponte, divisas de lotes e assim por diante. Nesse sentido, a locação de pontos se faz essencial, pois um erro, durante o processo de locação, pode resultar, diretamente, em um erro da execução da obra. 
Para a implantação de pontos, várias técnicas de posicionamento podem ser utilizadas, logo, os profissionais da área de agrimensura determinam qual delas usarão em suas aplicações conforme o tipo de trabalho, a técnica de posicionamento conhecida e o equipamento disponível. 
O objetivo deste post é mostrar as diferentes variáveis e decisões que o profissional precisa saber na implantação de pontos. Abaixo, segue uma escada da evolução dos equipamentos usados para locação.
clique aqui para ver o post completo
Proposta de Valor da Utilização do receptor GNSS SF3050 como base híbrida para Agricultura de Precisão e do uso do receptor GNSS SF3040 na topografia em usinas de cana-de-açúcar.


Por: Me.Eng.Marcos Guandalini



• Introdução:
A sistematização da área de plantio da cana está diretamente ligada ao conhecimento de todas as feições existentes em campo, bem como a determinação de todas as coordenadas geográficas com precisões centimétricas da área plantada e ao perfeito ordenamento de diferentes etapas a serem realizadas desde o preparo do solo até a colheita.
Assim, será possível projetar todas as etapas mecanizadas na lavoura sem desperdiçar área, eliminando o pisoteamento da linha de plantio e compactando o solo adequadamente.

clique aqui para ver o post completo
Ago
18
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014 10:36 2 comentários
Por: Me.Eng. Marcos Guandalini

Podemos afirmar que o melhor método de posicionamento é a técnica RTK em REDE, entretanto, existe a necessidade da conexão GSM/GPRS na área em que se deseja realizar o trabalho. Assim, foi desenvolvida a repetidora RTK GSM/UHF ou RTK Bridge que é um equipamento capaz de receber a correção do serviço de RTK em REDE e retransmiti-la através do tradicional link de rádio com diversos benefícios ao usuário.



Figura 1: A repetidora RTK GSM/UHF.

A figura 1 ilustra a concepção da repetidora RTK GSM/UHF na qual existem: 1 antena GPS L1, responsável por determinar a posição absoluta em campo e enviar a informação para o servidor de RTK em REDE; 1 antena celular, responsável por amplificar a conexão GSM com a telefonia móvel do local de trabalho; 1 modem GSM, no qual o usuário pode conectar qualquer chip de telefonia móvel; 1 entrada de antena UHF, integrada no cabo para uso do rádio interno na repetidora(opcional); 1 entrada para a conexão de rádio externo (ex: rádio PDL ou ADL da Pacific Crest de 35 Watts) e um visor integrado que demonstra o status de conexão e utilização de qualquer dos hardwares citados acima.

clique aqui para ver o post completo
Jun
06
Sexta-feira, 6 de Junho de 2014 11:33 3 comentários
Por: Me.Eng. Marcos Guandalini

O Controle de Máquina compreende sistemas que permitem obter uma realização rápida e precisa para projetos de construção, obras viárias e movimento de terra sem a necessidade de estaqueamento, conforme figura 1.


Figura 1: Utilização de maquinário orientado por estacas.

Conforme a figura 2 existe diferentes aplicações para todo o tipo de máquinas, tais como: asfaltadora, motoniveladora, escavadeira, entre outras. Os sistemas de controle de máquina utilizam diferentes tecnologias para cada uma das aplicações citadas.


Figura 2: Níveis e sensores lasers no controle de máquina



clique aqui para ver o post completo
RESUMO

As ciências ligadas ao estudo da localização, posicionamento e mensuração das formas e medidas do globo terrestre dependem inequivocamente de um referencial fixo que contemple elementos geométricos, trigonométricos e geodésicos devidamente relacionados, necessitam de referências consolidadas, materializadas. Portanto, este trabalho tem o objetivo de reafirmar a posição oficial do Centro Geodésico da América do Sul, marco situado na capital mato-grossense; monumento de extrema relevância no contexto cartográfico, estratégico, histórico, cívico e turístico. É necessário reiterar sua posição, já que foi constatado neste trabalho que o segmento turístico e jornalístico regionais tem colocado em dúvida a veracidade da localização do Centro Geodésico da América do Sul materializado pela Comissão Rondon; dado quando remetem sua localização ao município de Chapada dos Guimarães e ao Distrito do Coxipó do Ouro, curiosamente ambos com exponencial potencialidade turística. Porém não apresentam em suas insinuações conclusões técnicas definidas sobre o deslocamento proposto, tratando-se apenas de fruto de especulação do tema em benefício de atividades comerciais, divergindo completamente de sua verdadeira finalidade; um marco referencial pleno e imutável que culminou na elaboração das primeiras cartas topográficas prestigiando toda extensão territorial nacional. Diante dos dados obtidos evidencia-se o equívoco exposto pelos setores turístico e jornalístico, e a condição de dúvida e incerteza de sua localização gerada entre e população local e turistas.
Palavras chave: referencial; localização; deslocamento.

Clique e veja a monografia completo:
http://download.hezolinem.com/download/marketing/0132014.pdf_
RESUMO

A solução RTK Flutuante é usada para realizar posicionamento submétrico em aplicações L1 e L1&L2.  Normalmente, A solução RTK Flutuante garante precisão submétrica de início e precisão de nível decimétrico depois de alguns minutos. Para um receptor GPS, o tempo da C.P.E.  do RTK e a precisão do posicionamento estão sujeitos às condições ambientais (geométrica, multicaminhamento), ao comprimento da linha base e ao próprio algoritmo do RTK.

Neste trabalho, descrevemos o algoritmo do RKT da Ashtech: a solução Flying RTK.  Sendo bastante simples na realização e não tão demorada, ela demonstra, estatisticamente, o melhor desempenho comparada à solução RTK Flutuante padrão. Enquanto o algoritmo da solução RTK Flying pode ser aplicado para ambos os sistemas L1 e L1L2, neste artigo, destacamos os sistemas L1 RTK.  Fazemos uma comparação de desempenho entre a solução RTK Flutuante e a solução RTK Flying com os dados coletados em diferentes ambientes e linhas base. Os resultados provam que a solução Flying alcança a C.P.E. decimétrica em 3 min em média dependendo das condições do trabalho em campo.

Os dados usados para validação foram coletados com diferentes receptores L1 da Ashtech.

Clique e veja o artigo completo: 

http://download.hezolinem.com/download/marketing/Flying.pdf

Por: Eng. Thiago Soares
Me.Eng. Marcos Guandalini


1. Receptores GNSS SF3050 e SF3040 da NAVCOM:

Os receptores GNSS da NAVCOM possuem a tecnologia integrada StarFireTM/RTK ExtendTM e oferecem precisão ao nível de 5cm em qualquer lugar do mundo e a qualquer hora. Eles são multi-constelações que rastreiam as observáveis GPS, GLONASS e Galileo. 

O Receptor GNSS SF3050 possui a antena geodésica externa a sua estrutura física, o que permite seu uso em aplicações fixas como Estações de Referência Ativa (E.R.A.), e a possibilidade de conectá-lo a diferentes tipos de rádios e à internet, se necessário.

Figura 1 e 2: Receptor GNSS SF3050 e utilização em campo.


O receptor GNSS SF-3040 fornece um nível, sem precedentes, de desempenho e flexibilidade. Inclui correções RTK, via sinal de rádio UHF, e correções GSBAS (global satellite-based augmentation system) via sinais de satélite StarFire. Com rádio interno UHF, o qual oferece a funcionalidade Ultra RTK, proporciona um desempenho com precisão de 1cm+0,5 ppm. O receptor GNSS SF3040 acompanha serviço de correção GSBAS StarFire ™ via satélite, proporcionando precisão autônoma de até 5cm em qualquer local do planeta e sem a necessidade de uma E.R.A. . O NAVCOM ainda concede a tecnologia de RTK Extend™ que possibilita aos usuários trabalharem em ambientes desafiadores e manterem nível de precisão RTK mesmo durante obstruções de sinal de rádio da E.R.A.


Figuras 3 e 4: Receptor GNSS SF3040 e utilização em campo.

clique aqui para ver o post completo
1 de 6
Alezi Teodolini

O Agrimensor do Futuro está sempre preocupado em ser produtivo, em fazer mais com menos, em usar tudo o que há de mais moderno, em nunca deixar de evoluir. E aí, você é um Agrimensor do Futuro?

Facebook Twitter Facebook
Colabore

Quer ser um Agrimensor do Futuro?

Então envie para marketing@aleziteodolini.com.br um texto, vídeo ou imagem do seu trabalho em campo, que mostre que você está de olho nas novas tendências de mercado!

Se o seu material for aprovado, ele será publicado e você ainda ganhará um presente especial do Blog!

Cadastre-se

Cadastre-se na nossa newsletter.

© 2012 - Alezi Teodolini - Equipamentos Topográficos e Comércio
Alezi Teodolini
Intersoft